31 agosto, 2013

A Beleza Escondida da Gente



   A gente tem mania de criticar, ainda mais quando isso é direcionado a nós, temos um certo vício de nos inferiorizar dos outros. E olha, isso não acontece só com menina não! É com todo mundo mesmo!
   Tem dia  que o cabelo não está bom, a pele, ou alguma outra coisa superficial e fisionômica. Isso é normal, é ruim, mas normal. O problema é quando isso começa a afetar a nossa autoestima, e nada, nada mais que você faça da certo. Você põe isso na cabeça e meio que vira uma meta a ser cumprida. Tá, você pode até dizer que não, ninguém procura fazer coisas ruins para si mesmo. Mas é verdade, ninguém procura, mas faz! Quer ver só: Quantas vezes você deixou de sair num fim de semana porque alguma coisa em você não estava legal?
   Nós vivemos num mundo de comparação - e pior que é limitado. Essas comparações, na maioria das vezes, é aquela que de alguma maneira nos deixa na inferioridade. O corpo que nunca vai ser bonito ou o cabelo que nunca vai ser parecido com o da tal menina da escola. É impressionante a nossa capacidade só só enxergar nossos pontos negativos.
   Já conversei com muitas meninas daquelas que todo mundo admira, ela nem sempre é a mais bonita, mas aquela garota que se destaca entre as demais. E uma coisa que percebi em TODAS elas foi a autoconfiança. Não tinham medo de arriscar, acreditavam em si mesmas e não temiam ao que os outros pensavam.
   E como Audrey Hepburn dizia: "Eu acredito que as meninas bonitas são as meninas mais felizes." Eu acredito que a felicidade é um estado de espírito, é como estar com sono, ela vai e vem. Mas numa parte eu concordo com a Audrey, ser feliz tem a ver com a felicidade. Ô se tem!
   A primeira coisa é que para ser bonita, tem que vir de dentro pra fora. E nutrir ambições negativas não ajuda em nada. É a gente que tem que ser bonita e não o outro fazer a nossa beleza. Se comparar não te leva a lugar nenhum - só se for pro fundo da cova.
   A segunda coisa é o elogio. Seria tão bom se as pessoas começassem a elogiar umas as outras e não as coisas delas. Em vez de: "Que roupa bonita!", dissessem: " Como você está bonita hoje!". Isso aí faz um bem danado, ambas as duas. Além de fazer a outra se sentir mais bonita, você se sente feliz por ter feito isso. E lembra? Ser feliz tem a ver com ser bonito. Coisas não precisam de elogio, pessoas sim.
   Um sorriso no rosto é mais bonito que qualquer maquiagem. Afinal, ele não vai esconder nada, muito pelo contrário!
   Essa beleza protelada e perfeita não existe. A beleza também não é encontrada em nenhuma vitrine. E não, ela também não fica em promoção. A beleza já vive dentro da gente, e basta a nós encontra-la, ou então só usa-la, sem medo de acabar!

EEE, finalmente! O primeiro texto pro blog que escrevi depois que ele voltou! E aí? Me digam o que acharam!!! Beijo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário